A Psicanálise como Epistemologia


Sempre que eu saio por aí, pronta para falar de psicanálise e esporte, alguém pergunta: mas você é psicóloga? Não, não sou psicóloga, não sou psiquiatra, não sou psicoterapeuta. Existem muitos “psicos” espalhados por aí: a psicobiologia, a psicoacústica, a psicofarmacologia, a psicocinese, a psicofísica, a psicocultura, a psicografia, o psicodélico, a psicodinâmica, o psicodrama, a psicofisiologia, a psicogenia, a psicognosia, a psicolingüística, a psicomancia, a psicomotricidade; os que eu me lembro de memória. Eu mesma, sou bacharel em Educação Física e a psicanálise é, para mim, um embasamento epistemológico.

Para citar nomes, a Educação conta com uma obra vasta do Rubem Alves. Nem todos o associam à psicanálise, mas basta pegar uma de suas crônicas publicadas nos jornais de Campinas, ou um de seus livros para entender o quê, epistemologicamente, eu estou querendo dizer. Tostão – sim, o jogador de futebol e crônista esportivo – formou-se em medicina e até chegou a fazer formação em psicanálise. Ele não se julga psicanalista, mas ela está lá, no pano de fundo de seus textos, no pano de fundo do seu jeito de ver o mundo, e o futebol.

Epistemologia (segundo Houaiss): 1. reflexão geral em torno da natureza, etapas e limites do conhecimento humano, especialmente nas relações que se estabelecem entre o sujeito indagativo e o objeto inerente. 2. estudo dos postulados, conclusões e métodos dos diferentes ramos do saber científico, ou das teorias e práticas em geral.

Psicanálise: a base epistemológica do “meu” esporte. Ou melhor, das minhas reflexões sobre o esporte.

Anúncios

2 comentários em “A Psicanálise como Epistemologia

Adicione o seu

  1. Excelente. Problema parecido ocorre com quem pretende estudar filosofia da ciência.

    Imediatamente as pessoas pensam “mas vc é filósofo?”, sem se darem conta que neste caso, a filosofia é antes uma epistemologia… É provável que isso se repita em diferentes campos com inúmeras disciplinas.

    No entanto, até certo nível é perfeitamente compreensível, o senso comum estabelecido é uma força poderosa. Quebrar uma visão tão estereotipada sobre tudo envolve vontade e raciocínio… Nem sempre se encontra pessoas dispostas a realizar essas duas atividades 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: